É por isto que, neste blog, somos pró Europa

26 08 2009

O Mr. Gay Europe 2009 - Sergio Lara. Espanhol e com ar de ser tão bom rapaz...

O Mr. Gay Europe 2009 - Sergio Lara. Espanhol e com ar de ser tão bom rapaz...

Já decidimos que damos um mãozinha ao rapaz

Já decidimos que damos um mãozinha ao rapaz...

... e nunca seria por causa do corpo

... e nunca seria por causa do corpo

Photo: Beate A Tecza/mrgayeurope.com

Photo: Beate A Tecza/mrgayeurope.com

O vencedor do concurso organizado na Noruega, vive em Barcelona, tem 26 anos e é licenciado em Psicologia.

O novo Mister Gay Europa foi eleito no concurso realizado em Oslo, Noruega, e chama-se Sergio Lara. Nasceu em Valência e vive em Barcelona, tem 26 anos e é licenciado em Psicologia. Trabalha para uma ONG (organização não governamental) orientada para a comunidade gay, onde alerta os jovens para os riscos das doenças sexualmente transmitidas.  O espanhol vencedor do concurso irá por certo aproveitar esta experiência quando realizar as campanhas de consciencialização a que o vencedor tem de atender, onde irá  contactar com jovens e discursar acerca dos perigos do HIV, da sífilis e da hepatite.

Para convencer o júri, Lara trajou de fato de banho,  casualmente, a tocar guitarra e ainda vestido de viking. Num concurso orientado para a diversidade estética, é a segunda vez que um espanhol vence o certame. Lara será agora a nova imagem da luta contra a homofobia e agradece a oportunidade. “São precisas novas abordagens à educação sexual dos jovens e para melhorarmos a saúde das novas gerações” afirma. “Necessitam de educação de prevenção e de aconselhamento. Muitos são marginalizados e acabam na prostituição, é preciso acabar com isto.”

Sergio Lara é um apaixonado por futebol, gosta de Elton John, de perfumes e diz que também tem altos e baixos como qualquer pessoa normal. Conta que se revelou à família depois de uma relação mal sucedida. “Saí do armário depois de uma má relação. Cheguei triste a casa e contei que estava apaixonado por um rapaz, mas que não era correspondido. Fui tudo muito natural.”

Questionado sobre o modelo de beleza da comunidade gay, Sergio Lara responde:  “Não é generalizado. Basta ver pelo vencedor do Mr. Gay World do ano passado. Não era muito bonito e até era bem gordinho. Aqui procura-se alguém que dê a cara, que represente a comunidade gay contra a homofobia.” Sergio Lara destaca a imagem genérica atribuída à comunidade gay nos anos 80,  onde a depilação era vista como obrigatória e os músculos definidos essenciais. “Criou-se essa imagem estereotipada dos homossexuais, e talvez por isso, procuremos alternativas”, diz. No entanto, essa é uma imagem que  Sergio Lara cultiva. “Sim, vou ao ginásio cinco vezes por semana e tenho uma alimentação equilibrada, mas apenas porque sou diabético.” Sergio Lara espera agora puder contribuir para, segundo o próprio, “quebrar barreiras e ajudar a comunidade gay de todo o mundo.

Fonte: http://dn.sapo.pt/inicio/pessoas/interior.aspx?content_id=1344114








Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: